Translate

terça-feira, 31 de maio de 2016

LAURINDA [vitorino].wmv

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Uma vvida

Amo o amor.

vivo amando o mundo!
Adormeço de mãos dadas e rezo como fosse a minha ultima noite
Sonho sonhando e vivo a acordar todas as manhãs  . ...numa com ...com uma cascata de beijos!.



"Fomos o mundo!
Fomos tudo o que quisemos.
Fomos ternura, diálogo,
sedução, desejo e pura loucura.
Foste o meu melhor momento
agora perdido no tempo.
Foste e não voltaste, noutros braços ficaste.
Foste e em mim deixaste marca, uma ferida que não sara.
Foste de repente sem nenhuma explicação,
nesta cama fria fiquei, a sangrar do meu coração.
Recuso acordar, sei que já não te irei encontrar.
Talvez um dia te arrependas, de me ter magoado,
de para trás me teres deixado.
Talvez um dia entendas, que deixaste
a única mulher que te fez sentir amado.
A única que foi só tua, recatada, que se deixou por ti desnudar,
mas que abandonaste por outra qualquer mulher vulgar.
Talvez um dia entendas que por causa de ti
jamais voltarei a amar."
Mónica Dias ( Autoria própria) (foto:web)

Ganhei

Perdi-me no tempo e foi bom,
tão bom que não voltei...
fiz caminhadas em chão florido,
 sem pedras nem silvas,
 com árvores de frutos maduros
 e doces, com sois macios
 em riscas suaves de sombras.
Perdi e o que ganhei!
 Ganhei manhãs de orvalho em bolas de cristal!

quinta-feira, 26 de maio de 2016

Dias longos

Tem sido uma tarde muito grande, não "pesco"  e como estive sempre em casa e a solidão me acompanha-me muitas vezes.

Estive a ver o vosso Video, um bom trabalho!

Eu tenho umas aguarelas e uns óleos mas é só passar o tal dito "tempo"! São dias que parecem anos e anos que parecem dias...

Já me deu a ideia que vive numa regiam preveligiada. Em tempos frequentem  a margem sul e gosto.

Gosto de ler também escrever que me serve para desabafo. Não quero parecer uma coitadinha mas ás vezes me sinto...outras sinto-me uma hiroina! Veja que contradição! É da loucura que todos temos um pouco.

Peço desculpa por este alongado epílogo.
Abraço

quinta-feira, 12 de maio de 2016

Passamos

Fomos um mundo, fomos um eco
, fomos tudo o que quisemos ser...


Passamos invérnos, primaveras e verões,
 chegou o outono da vida que te levou sem pedir nem avisar!

Fiquei, fico aqui a mais, sempre a mais...
como prémio ou como castigo, não sei.

domingo, 8 de maio de 2016

De tarde á trade




Olho pela janela, pingos na vidraça, rosas desfolham-se
 abandonadas nas pedras.
Não há ninguém, nem hoje, nem ontem nem quando...
Há chuva, há vento e portas que batem.
Almas doridas fazem-me companhia e me aconchegam 
a solidão.
Por acaso é domingo, tanto faz...estou triste é um estado
 se alma que se vive sem querer.
m.a.
 — a sentir-se sozinha.

sexta-feira, 6 de maio de 2016

POR AÍ!


Ando por aí, como já não pensava andar
no empedrado da aldeia, vejo caras de dó
 e outras de alegria por mim, e eu fico triste
de momento e de momento estou feliz.

Não me entendo e sofro, nada mudou mim e
cria mudar como da noite pro dia, correr e subir,
 descer como toda a gente!
É preciso coragem para viver. . (e nem sempre há)